sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Infinite Games - Temas de Games

.
  Recentemente eu venho atualizando o canal do blog no Youtube com algumas músicas temas que marcaram minha vida gamer, e com certeza marcaram a vida de muita gente também. Então, se você no conheçe o Canal Infinite Games, se inscreva já! Assim, relembre grandes clássicos e suas músicas temas!

  Clique aqui para acessar a Playlist.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Jogos Digitais #5 - Spelunky

 Plataformas: PC, Playstation 3 e Xbox 360

  Spelunky é um remake em HD lançado em 2012 de um jogo do mesmo nome lançado em 2009. O game é vendido digitalmente pela Steam, Xbox Live e PSN; mas do que se trata o jogo?


  Spelunky é daqueles típicos jogos que servem para dar desafios de verdade para o jogar (e consequentemente os irritar bastante). No game você é um explorador de minas que irá enfrentar os mais variados tipos de criaturas, que vão desde cobras a até fantasmas.


  Há vários estágios (típos de minas) para passar durante o game e, para tornar o game mais difícil, só é possível salvar entregando os ítens pedidos pelo Tunnel Man. E sobre os itens que podem ser usados na aventura, temos as bombas, que servem obviamente pra explodir os terrenos próximos; as cordas, que servem pra subir lugares altos ou descer grandes abismos mas em segurança; além de armas e outras coisas que podem ser compradas na lojinha que fica em algumas minas do game.

  Mas cuidado, se você atacar o dono da loja dificilmente você conseguirá escapar.


  Também existe o modo Deathmach, onde 4 exploradores tentam se matar e o personagem que menos morrer vence. No final, Spelunky é um excelente game indie digital, e para quer gosta dos games hardcore das gerações 8 e 16-bits vai curtir Spelunky, sem dúvidas!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Portgas D. Ace, Killua Zoldyck, Hiei e Momotaro Tsurugi confirmados em J-Stars Victory VS

  Portgas D. Ace (One Piece), Killua Zoldyck (Hunter X Hunter), Hiei (Yu-Yu Hakusho) e Momotaro Tsurugi (Sakigake!! Otokojuku) vão estar presentes como personagens jogáveis em J-Stars Victory VS. Veja a scan da revista Jump que confirma a notícia:


  A revista também confirma que Heihachi Edajima (Sakigake!! Otokojuku) vai ser um dos personagens de apoio do game. Até agora nada de confirmação do game pro ocidente! ¬¬

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Marvel vs Capcom 3: Fate of Two Worlds



Gênero: Luta

Empresa: Capcom

Lançamento: 17 de fevereiro de 2011

Plataforma: Playstation 3 e Xbox 360

Testei no: Ps3

Número de Jogadores:  1 a 2





  Depois do sucesso dos dois jogos anteriores da série, muitos anos depois a Capcom resolve lançar Marvel vs Capcom 3. Será que a qualidade que a série sempre teve continuou nesse terceiro título?


  O game, assim como nos antecessores, não tem uma história muito elaborada, apenas uma justificativa dos acontecimentos. Doctor Doom e Wesker se unem para dominar os mundos da Marvel e da Capcom, porém isso acaba despertando Galactor. Com isso, cabe aos heróis dos dois mundos unirem forças para deterem o gigante vilão.

  A Jogabilidade de MvsC3 leva o estilo dos antecessores, aquela jogabilidade rápida de sempre, com chutes, socos, e especiais ainda mais brilhantes que os dos jogos anteriores. E é claro, ALTOS COMBOS!
  Cada personagem tem seu estilo  equilíbrio de poder. Sentinel por exemplo se move lentamente e dá socos que tiram um belo dano, enquanto Phoenix usa seus poderes de fogo extremamente apelões, apesar de morrer com poucos golpes por ser "fraca". Aliás, o N° de personagens é bem baixo se comparar ao segundo jogo da série; e a ausência de personagens como Megaman e Cyclops é algo bem lamentável.


  Os gráficos estão bem bonitos e coloridos, lembrando os quadrinhos. Os especiais, como eu disse antes, brilham o dobro do que brilhavam nos jogos anteriores, não sei como alguém não tem ataque epilético com essa doideira (o episódio do Pokemon era menos agitado). Mas é um estilo muito legal que combinou perfeitamente com a série, se tratando de um game com personagens da Marvel.

  As músicas do game são ótimas. Assim como em MvsC1, cada personagem tem seu tema (e não como em MvsC2 onde a trilha sonora toda era composta por Jazz). Os temas dos personagens de MvsC3 em sua maioria são remixes de temas antigos deles, como o do Spider Man, que é o tema dele no MvsC1 só que remixado; enquanto o tema de Wesker é o mesmo tema dele em RE5, mas remixado.


  Além do modo principal onde se deve terminar o game com cada um dos personagens, assim habilitando os finais de cada um, existe o modo versus (2-players), e o modo online.
  A duração do Jogo é boa, e traz bastante horas de jogatina, principalmente pra quem já era fã da série. Porém, mais ou menos um ano depois do lançamento do game, a Capcom anuncia...


Ultimate Marvel vs Capcom 3:
  Quem comprou MvsC3 foi trollado pela Capcom, que acaba lançando um ano depois uma versão ultimate com novos personagens, cenários e o modo Heroes e Heralds. Esse novo modo deixa você poder escolher o controle dos "heróis" (os personagens do game em forma padrão) e dos "controlados por Galactus" (os personagens do game, mas de forma metálica, que ajudam Galactus na batalha final). Enquanto os primeiros devem conquistar os cenários do game para o bem, os segundos devem conquistar esses mesmos cenários para Galactus. Não há diferença de poder entre os dois estilos, o que define são os cards, que você habilita no decorrer do próprio modo Heroes e Heralds. Alguns cards lhe dão melhor defesa, outros possibilidade de tirar mais dano, etc. Esse modo foi uma excelente adição, e traz ainda mais horas de jogatina para o game. Porém, se você já tiver comprado a primeira versão do game, não acho que valha a pena pegar essa também, pois são poucas mudanças  e a Capcom adora ferrar com a gente. ¬¬


Nota: 9,0
Marvel vs Capcom 3 é sim tão bom quanto os jogos anteriores da série, mas coisas como a falta de alguns personagens e a sacanagem da Capcom com a versão Ultimate fazem o game perder a nota máxima no Review. Mas se vale a pena jogar? Lógico que sim!
---------------------------------------------------

Personagens:
Marvel:
- Wolverine
- Iron Man
- Hulk
- Deadpool
- Captain America
- Doctor Doom
- Super Skrull
- Thor
- Dormammu
- X-23
- Spider Man
- M.O.D.O.K.
- Magneto
- She-Hulk
- Storm
- Phoenix
- Taskmaster
- Sentinel
Capcom:
- Ryu
- Morrigan
- Chris Redfield
- Dante
- Felícia
- Chun-Li
- Trish
- Amaterasu
- Viewtiful Joe
- Tron Bonne
- Albert Wesker
- Spencer
- Sir Arthur
- Zero
- Crimson Viper
- Mike Haggar
- Akuma
- Hisien-Ko
Inclusos na versão Ultimate:
- Hawkeye
- Ghost Rider
- Iron Fist
- Nova
- Rocket Raccoon
- Dr. Strange
- Strider Hiryu
- Firebrand
- Frank West
- Vergil
- Phoenix Wright
- Nemesis T-Type

DLCs:
- Jill Valentine
- Shuma Gorath

Gameplay:
----------------------------------------------------
Até a próxima!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Irrational Games fecha as portas


  A Irrational Games, desenvolvedora da série BioShock. está encerrando suas atividades, segundo o fundador do estúdio, Ken Levine. Ele postou hoje uma mensagem no site da Irrational afirmando que o estúdio foi reduzido para 15 pessoas, e que pretende re-estruturar o que sobrou de uma maneira focada em distribuição digital, trazendo jogos com ênfase narrativa para gamers, com a possibilidade de serem jogados novamente várias vezes.

  Seria esse o fim das grandes franquias da empresa, como Bioshock? Sendo ou não, o fechamento da Irrational é uma grande perca para indústria dos games.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Little Mac revelado em Smash Bros for WiiU / 3DS

J-Stars Victory VS: Novos personagens e Modo Aventura

004-copyb005-copy-2b

  Mais personagens foram confirmados em J-Stars Victory Vs. Os personagens Bobobo-bo Bo-bobo (de "Bobobo-bo Bo-bobo"), Luckyman ("Absolutely! Luckyman"), Kusuo Saiki ("The Disaster of PSI Kusuo Saiki") e Arale Norimaki ("Dr. Slump") serão personagens jogáveis no game. Também foi confirmado Shoyo Hinata (de "Haikyu!!") como um personagem de suporte.

  Na mesma edição da revista Jump em que foram revelados esses personagens, também é dito que no game haverá um modo história. Se essa história será algo extremamente bem desenvolvido isso não se sabe, mas já é um ótimo adicional!

  Ate o momento não há informações se o game virá pro ocidente. :-(

Canais do YouTube #29 - Colônia Contra Ataca


  Voltando com a série onde eu mostro alguns dos canais que eu mais gosto no YT, apresento hoje o "Colonia contra ataca", o canal do Sr.Wilson. Nele você verá reviews de jogos antigos (bons ou ruins), conhecerá jogos bons que ninguém conhece, e ainda verá unboxings bem diferentes do comum. Tudo isso com bastante humor e boa edição. Aqui alguns dos meus videos favoritos do canal:

- FFG - Pepsiman (Análise)
- FPTV - Super Mario (Filme)
- JBQVNC - Mercenary Kings

  Se inscreva no canal da Colonia. Até a próxima!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Inútil ou Irritante #17 - Chaurus



Jogo: The Elder Scrolls V: Skyrim

Do bem ou do Mal?: DO CAPETA!

Inútil ou Irritante?: Irritante DEMAIS!





  O grandioso Skyrim também tem seus "causadores de traumas". Os Chaurus são grandes insetos venenosos que costumam viver em profundas cavernas e em alguns campos sem muita luz. Os Chaurus são domesticados pelos Falmers, e muitas vezes lutam ao lado de seus mestres. Essa Criatura a princípio parece ser apenas mais um dos vários inimigos esquisitos do game, mas não se engane!

Morte a todos!

  Para combater essas criaturinhas, você deve estar em um nível considerável, estar com várias poções de cura e resistência a envenenamentos, pois o golpe dele tira um dano desgraçado e o infeliz ainda atira veneno a longas distâncias contra você.

  Além do Chaurus tradicional, ainda existe o Chaurus Hunter, que são iguas aos normais só que três vezes maior. Quando você se deparar com um desses, prepare-se para sofrer!
  Ainda existem os Chaurus Hunter, que eu até hoje ainda não cheguei a encontrar, e nem quero pois são os mesmos Chaurus só que voadores! D:

FUUUU!

 Certamente podem haver outras criaturas em Skyrim que são tão chatas quanto Chaurus (ou até piores), mas resolvi colocar esse bicho aqui porque foi o que mais me marcou no game quando se trata de "inimigos irritantes".

 E é isso, diga se você também já passou sufoco com o Chaurus ou outra criatura de Skyrim, e diga outros personagens inúteis ou irritantes do mundo dos games nos comentários. Até a próxima!

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Game e Série de TV "Sonic Boom" anunciados, veja trailers!



  Pelo que entendi a série não vai seguir esse estilo dos personagens, é apenas nesse game por conta da série de TV. Menos mal, pois eu achei esse estilo dos personagens bem estranhos. Veja o trailer da série de TV também:



 O game será lançado para WiiU e 3DS.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Aberturas Inesquecíveis #37 - DC Universe Online

  DC Universe Online, um dos grandes jogos Free-to-Play dessa geração, também tem uma das melhores aberturas já vistas nos games. Confira, sem dúvidas merece ter seu espaço aqui nas "Aberturas inesqucíveis!":

 

Kenshiro e Raoh, de Hokuto no Ken, confirmados em J-Stars Victory VS


  Com isso o n° aumenta para 31 personagens jogáveis. J-Stars Victory VS só foi confirmado para o Japão até o momento, e será lançado em 19 de Março de 2014 para PS3 e PSVita.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Crash of the Titans



Gênero: Aventura / Plataforma

Empresa: Radical Entertainment / Sierra

Lançamento: 4 de Outubro de 2007

Plataforma: PlayStation 2, Xbox 360, Wii, PSP e DS

Testei no: Ps2

Número de Jogadores: 1 a 2





  Após a Radical Entertainment produzir Crash Tag Team Racing, sendo um jogo relativamente bom, esperavamos um próximo game que faria jus a série Crash Bandicoot. E então, em 2007, chega Crash of the Titans. O que esse game trouxe? Veremos...


  A história do game começa em Wumpa Island (Cadê N.Sanity Island?), onde Crash, Coco e Crunch estão na frente de casa e são surpreendidos com um ataque de Dr.Neo Cortex. O vilão então congela Crunch, e em seguida sequestra Coco e Aku-Aku, porém o segundo consegue ser salvo por Crash. O real plano do doutor é usar uma misteriosa substância chamada Mojo para criar um exército de mutantes grandes e fortes através de animais, assim usando eles para dominar as ilhas Wumpa. Crash entrão deve salvar Coco e deter mais um plano do malígno doutor.


  A primeira coisa que todos perceberam é a mudança drástica da série a partir desse jogo. O visual dos personagens, por exemplo, mudou completamente (a maioria pra pior, sinceramente); o lugar em que os personagens vivem também mudou (antes era N.Sanity Island, e agora é Wumpa Island); e por fim a jogabilidade também mudou, e MUITO.

  A Jogabilidade de Crash of The Titans é para mim a mais fraca da série toda, mas isso não quer dizer que é ruim. A primeira mudança notável é os socos e chutes que Crash pode dar nos inimigos. Isso mesmo, o clássico giro que Crash usava pra mandar os inimigos pro além foi substituído por simples golpes com as mãos e os pés (o giro ainda existe, mas agora está longe de ser o foco no gameplay). Agora uma novidade são os mutantes (ou Titans), que servem de montaria de ataque depois de nocauteados. A câmera mudou um pouco também.


  O jogo é dividido em fases (sem warp-room como os antigos games da série, e sem mundo aberto como TwinSanity). Uma outra coisa que saiu totalmente do foco são as Wumpas, pois o que deve se pegar aos montes no cenário são fragmentos mojo (engraçado, pois a ilha nova se chama Wumpa Island). As caixas laranjas, TNTs e Nitros também não existem mais; triste mais é verdade.

  Os gráficos são bons para a época, os cenários do game também são bonitos. A trilha sonóra sem dúvidas decaiu muito; antes na série cada música de cada fase ficava na nossa cabeça por muito tempo, eram sons marcantes, mas se me perguntarem sobre tilhas desse Titans eu lembro de umas duas, no máximo.


  Contando tudo que o game oferece (são 20 levels), Crash of the Titans pode ser zerado em pouco tempo, e poderia ser um pouco maior (Mas apesar de tudo é um game divertido). No final, Crash of the Titans criou centenas de inimigos que não gostaram nem um pouco da mudança da série, e em compensação muita gente gosta do game, sendo a maioria dessas pessoas as mais novas que começaram a jogar no Ps2. Com tudo isso, aqui vai a nota...


Nota: 7,0
Esse é pra mim o jogo mais fraco da série (tirando os Spin-offs), e simplismente não consegue chegar no ritmo tão bom que os antigos tinham. Porém, se for analiza-lo como um game de aventura e plataforma e não como um Crash, temos um jogo bom que pode divertir. No final das contas, vale a pena dar uma chance ao game!
---------------------------------------------------
Curiosidades sobre o jogo:
. Existe uma versão de GBA (Gameboy Advance) diferênte das de console, com uma história um pouco diferente. Vale a pena dar uma olhada.
. Jogando em 2-Players o segundo jogador controla um Crash branco, chamado de Carbon Crash.
. O título do game é uma paródia ao filme de 1981, "Clash of The Titans".

Personagens:
- Crash Bandicoot
- Coco Bandicoot
- Crunch Bandicoot
- Aku-Aku
- Dr.Neo Cortex
- Nina Cortex
- Uka-Uka
- Tiny Tiger
- N.Gin

Gameplay:

---------------------------------------------------
 Até a próxima!