sexta-feira, 14 de março de 2014

Resident Evil 5



Gênero: Ação / Tiro em terceira pessoa

Empresa: Capcom

Lançamento: 5 de Março de 2009

Plataforma: PC, Ps3 e Xbox 360

Testei no: Ps3

Número de Jogadores: 1 a 2




   Depois da grande mudança que a série Resident Evil sofreu em RE4, que por sinal foi um grande sucesso, todos aguardavam o que iria por vir na próxima sequencia. E então é lançado Resident Evil 5 para Ps3, Xbox 360, e pouco tempo depois para os PCs.


  Chris Redfield, agora trabalhando na B.S.A.A., vai para áfrica com a missão de capturar o contrabandista de bio-armas Ricardo Irving e investigar acontecimentos semelhantes ao que Leon passou em RE4. Nessa missão ele tem a ajuda de Sheva Alomar, agente da B.S.A.A da áfrica, e descobrirá várias coisas que mudarão o rumo dessa missão, como o caso do vírus Uroboros, que transformou os habitantes da vila Kijuju em Majinis, seres semelhantes aos Ganados de RE4. No geral, a história não é tão boa quanto foi em outros jogos da série, mas é interessante sim.


  A jogabilidade é parecida com o que foi estabelecido em RE4, com a camera posicionada atrás do personagem. A diferença é que agora no jogo INTEIRO você tem uma parceira te acompanhando (nesse caso a Sheva), o que adiciona no game um modo coop on-line e off-line, e também tira a única chance de ter alguma parte de terror no game. Sim, RE5 não tem terror algum!

  Os inimigos (Majinis) são ainda mais espertos que os Ganados de RE4. Melhor tomar cuidado com esses malucos. O arsenal do game é, como sempre, cheio de tipos de armas diferentes, e também existem as hervas e sprays para cura como de costume na série. A munição é compartilhada com Sheva, e como ela não é muito esperta (a inteligência artificial, não a personagem), a coitada acaba virando uma personagem extremamente irritante.


  Os gráficos são muito bons, mesmo para hoje em dia. O clima, com a iluminação do sol, retrata muito bem o continente africano. A trilha sonora é boa também, não tão marcante quanto as de jogos anteriores, mas não deixa a desejar. E a dublagem também é ótima!

  A história do game tem uma boa duração, e juntando com o modo extra The Mercenaries e visto que RE5 pode trazer bastante horas de jogatina. Porém, como eu disse, não há mais terror no game, e se você procura um Survival Horror no estilo dos REs antigos, RE5 não é pra você!

  Mas para um Third Person Shooter esse game pode pode ser bem divertido sim!


Resident Evil 5: Gold Edition: Anos depois, a Capcom lançou uma versão Gold de RE5, incluíndo todos os modos DLCs lançados depois. As DLCs são...
Lost in Nightmares: Missão ocorrida antes dos acontecimentos de RE5, onde Chris e Jill invadem a mansão Spencer. O modo lembra um pouco os Resident Evil antigos, e a mansão Spencer é bem parecida com a mansão de RE1.
- Desperate Escape: Modo protagonizado por Jill e Josh, onde eles devem chegar no local onde Chris e Sheva estão lutando com Wesker.
- The Mercenaries Reunion: Parecido com o modo Mercenaries normal, mas com mais personagens jogáveis (inclusive os clássicos Rebecca Chambers e Barry Burton).
- E outras DLCs mais simples.

  E a nota para Resident Evil 5 é...


Nota: 9,0
Resident Evil 5 é um ótimo game, mas infelizmente a partir daí a série começou a perder suas origens, e muitas críticas negativas a série começariam a vir.

---------------------------------------------------

Curiosidades sobre o jogo:
. O game, quando anunciado, recebeu críticas de racismo, por conta dos inimigos serem em sua maioria negros. Acho que o cara não percebeu que o game se passa na áfrica ¬¬
. É possível jogar com a Sheva depois de se terminar o jogo pela primeira vez.

Personagens:
- Chris Redfield
- Sheva Alomar
- Jill Valentine
- Josh Stone
- Ricardo Irving
- Excella Gionne
- Albert Wesker

Gameplay:

---------------------------------------------------
Até a próxima!

Um comentário:

  1. resident 5 não é tao bom igual os de psx,mas ainda sim vale a pena!!

    ResponderExcluir